Em Jataí:

Jovem é presa suspeita de manter cadela acorrentada e sem água.

Uma jovem de 26 anos foi presa suspeita de maus-tratos a uma cadela, que era mantida acorrentada no quintal da casa dela, em Jataí, no sudoeste do estado. Segundo informações da Polícia Civil, a cadela estava extremamente magra, tomava sol e chuva e não tinha água para beber.

O G1 não conseguiu localizar, até a última atualização desta reportagem, a defesa da suspeita para pedir um posicionamento sobre a denúncia.

De acordo com o delegado Irineu Pesarini Júnior, a prisão foi realizada na última quinta-feira (31), última dia de 2020, por volta das 17h30, após recebimento de uma denúncia anônima. Quando a equipe chegou ao local, encontrou a cadela, chamada Pandora, acorrentada e debilitada. No local, havia apenas um pouco de ração, colocada por uma moradora pelas grades do portão.
Após a prisão em flagrante da jovem, que é dona da cadela, o animal foi acolhido por uma ONG da cidade e está recebendo os cuidados necessários.

A jovem foi autuada por maus-tratos a animais, crime que prevê de dois a cinco anos de prisão. A reportagem não conseguiu confirmar se ela seguia presa até a tarde deste sábado (2).

De acordo com a Polícia Civil, esta foi a primeira prisão na cidade após a alteração e vigência da lei que endurece a pena para quem maltrata animais.

(Fonte: G1)