Em Rio Verde

Estudante de medicina no Paraguai e foragido da Justiça são presos suspeitos de aplicar golpes.

Um estudante que cursa medicina no Paraguai e um foragido da Justiça de Goiás foram presos em Rio Verde, no sudoeste do estado, suspeitos de aplicar golpes com cartões de créditos clonados. De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos usavam CPFs ativos para solicitar cartões de crédito às agências bancárias e, posteriormente, realizar compras em nome de outras pessoas, que não estavam com a situação negativada.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela corporação. Por isso, o G1 não conseguiu identificar a defesa dos suspeitos.

Segundo o comandante da PM Halisson Oliveira, do Comando de Policiamento Especializado (CPE), os suspeitos foram encontrados em um apartamento. De acordo com o policial, o estudante de medicina chegou a se esconder dentro do banheiro, que precisou ser arrombado pelos policiais.

Com os presos, foram encontrados 20 celulares, 16 chips, 17 cartões de crédito, mais de 20 documentos falsos, seis máquinas de cartão e dois notebooks, que eram utilizados para produzir identidades falsificadas.

De acordo com o comandante, o esquema funcionava com a solicitação de cartões de créditos utilizando nomes de pessoas escolhidas de forma aleatória.

“Quando esses cartões chegavam, um outro membro da quadrilha recebia como se fosse a pessoa que havia solicitado, e eles, já em posse dos cartões, passavam a fazer compras e estornar o dinheiro para que pudessem utilizar para outras práticas”, afirma.
Outros crimes
Segundo a PM, o estudante de medicina já possuía passagem por porte ilegal de arma de fogo. Por sua vez, o foragido da Justiça, um homem de 32 anos, tem, de acordo com a polícia, passagens por crimes como tráfico de drogas, tentativa de homicídio e associação para o tráfico. Com ele, a polícia também encontrou uma porção de maconha.

“São indivíduos que já estão envolvidos com o crime há algum tempo. O que estava com o mandado de prisão em aberto é um indivíduo que já é conhecido, já foi preso pela PM, inclusive com armas de fogo de grosso calibre, envolvido com associação criminosa de roubo a banco. E o outro é oriundo de Fortaleza, estudante de medicina no Paraguai. São indivíduos que se juntaram para praticar golpes em Rio Verde”, relata.

De acordo com a PM, os dois foram encontrados durante o cumprimento de mandado de prisão de um dos envolvidos no golpe. Os presos foram encaminhados à delegacia de Rio Verde e devem responder pelos crimes de falsificação de documentos, posse de drogas para consumo e resistência.

(Fonte: G1)