Em Rio Verde:

Bebê abandonado em calçada deixa hospital e é levado para a casa da nova família.

O recém-nascido abandonado em uma calçada de Rio Verde, no Sudoeste do estado, recebeu alta médica nesta terça-feira (14), depois de se tratar de uma infecção no sangue durante seis dias numa maternidade pública da cidade. Além da melhora, o menino ganhou uma família, que obteve autorização na Justiça para ficar com ele.

Os nomes dos novos pais não foram revelados, mas já buscaram a criança na maternidade, nesta terça. Segundo o Conselho Tutelar da cidade, o casal visitou o bebê no sábado (11) e em seguida deu entrada no processo de adoção.

"O juiz seguiu a ordem cronológica da lei, que é o processo de adoção. A família está habilitada, mas ainda existe um caminho a seguir", explica a presidente do Conselho Tutelar de Rio Verde, Ludmilla Martins.
A criança foi encontrada em uma calçada por um casal, quando o homem saía para trabalhar. Embrulhado em sacos plásticos e um tecido velho, o menino ainda estava com o cordão umbilical. A Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram chamados para resgatar a criança e a levar para uma maternidade pública.

A pediatra Ana Carolina, que tratou a infecção do bebê, diz que o processo infeccioso ocorre porque a mãe teve algum risco ou o bebê nasceu em más condições.

“Quando isso acontece, preferimos tratar de forma precoce para evitar maiores complicações. É muito gratificante a gente poder pegar um bebê, uma pessoa tão indefesa e poder oferecer melhor qualidade de vida e ver que a gente conseguiu um novo lar", explica a médica.

O delegado do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Rio Verde, Danilo Fabiano, informou ao G1 que abriu um inquérito para investigar quem é a mãe da criança e quem a abandonou na rua.

"Estamos em diligências, inclusive com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde. O que dificulta um pouco é que o local tem poucas câmeras de segurança", pondera o delegado.

(Fonte: G1)