Volta para casa:

Após uma semana na UTI, bebê que se afogou e foi salva por bombeiro.

Depois de se afogar em um balde e passar uma semana em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Maria Vitória, 1 ano e 2 meses, recebeu alta e voltou para casa, em Rio Verde. Ela foi salva pelo subtenente do Corpo de Bombeiros Bymael Santos, que passou orientações por telefone para a vizinha da família, de como ajudar a menina a voltar a respirar.

“Põe no viva-voz, pega a criança, coloca ela com a cabecinha mais baixa que o corpinho, dá uns tapinhas nas costinhas dela, não muito forte, pra ela jogar a água fora”, orientou.
A vizinha Denise Araújo disse que o bebê já estava “gelado” quando ela ligou para os bombeiros. Enquanto o subtenente continuava o atendimento por telefone, uma equipe dos bombeiros foi até a casa de Maria de Fátima Martins, mãe da menina.

“Eu pensava que minha filha estava morta, eu rezei muito e pedi muito a Deus que os bombeiros chegassem e minha vizinha me ajudar para salvar a minha filha”, comentou.
Acidente e salvamento
A dona de casa iria fazer uma faxina na casa e deixou o balde cheio de água na sala, enquanto as crianças brincavam na cozinha. Sem que ninguém percebesse, Maria Vitória foi até a sala e se afogou no balde. O acidente aconteceu no dia 18 de junho.

De acordo com Bymael Santos, o trabalho de passar orientações a distância é extremamente delicado. “Para nós é uma agonia muito grande estar longe de uma pessoa e saber que, se você não orientar da forma correta, aquela pessoa vai falecer”, afirmou.

Após o atendimento dos bombeiros, Maria Vitória foi levada até uma Unidade Básica de Saúde de Rio Verde e, depois, foi transferida para o Hospital de Urgência da Região Sudoeste (Hurso), em Santa Helena de Goiás, onde permaneceu por uma semana na UTI.
Encontro emocionante
Com a menina já recuperada e em casa, o subtenente foi até a casa da família para conhece-la. Ao segura-la no colo, Bymael ficou emocionado.

“Essa vidinha que está no meu colo agora representa muito para mim. Isso me traz uma alegria sem descrição”, afirmou.

(Fonte: G1)