Alta Velocidade:

Idoso morre atropelado por carro ao atravessar rua em Rio Verde

Câmeras mostram que o aposentado tentou correr e o veículo freou, mas ele acabou sendo atingido; Polícia Civil acredita que condutor estava em alta velocidade.

O aposentado Adelino Pereira Azevedo, de 81 anos, morreu após ser atropelado por um carro ao atravessar uma rua, na quarta-feira (29), em Rio Verde, na região sudoeste de Goiás. Câmeras de segurança registraram o momento em que o idoso caminha pela calçada, atravessa a via e é atingido pelo veículo (veja vídeo acima). A Polícia Civil apura se o motorista estava em velocidade acima da máxima permitida.

De acordo com o delegado Maurício Santana, o condutor foi submetido ao teste do bafômetro, que confirmou que ele não estava alcoolizado. “Analisando estas imagens, a priori, porque é o laudo pericial que vai nos dar a conclusão, deu para perceber que ele estava em uma velocidade acima da permitida. Ele foi submetido ao teste de alcoolemia, que constatou que ele não estava embriagado. Em razão disto ele foi ouvido em declarações, e posto em liberdade”, contou o delegado.

O acidente ocorreu na manhã de quarta-feira, no Centro de Rio Verde. As imagens mostram o idoso caminhando pela calçada e começando a atravessar a rua. Ao ver o carro se aproximar, ele tenta correr. O veículo tenta frear, as rodas travam e levantam fumaça no asfalto, mas o aposentado acabou sendo atingido em cheio.

Segundo o delegado, o motorista que atropelou o idoso ficou no local do acidente até a chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima foi levada para Unidade de Pronto-Atendimento de Rio Verde, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde.

População reclama
O local onde o idoso foi atropelado fica a poucos metros de uma faixa de pedestres. No entanto, moradores da região afirmam que a maioria dos carros passa em alta velocidade e não respeita a sinalização. O aposentado Valter da Silva Fernandes mora na via e reclama do desrespeito dos motoristas. “Corre muito carro aqui, sempre passam de 100, 80 km/h. É muito difícil você achar um de 40 km/h”, desabafou.

De acordo como o Código Brasileiro de Trânsito, mesmo fora da faixa, pedestres têm prioridade no trânsito. Por conta disto, a velocidade máxima é reduzida nas principais vias dos centros da cidade, para permitir que os carros consigam reduzir a velocidade e o pedestre possa atravessar com segurança. (Fonte: G1GO)