Em Rio Verde:

Homem é preso suspeito de jogar gasolina na mulher e atear fogo.

Um homem de 34 anos foi preso suspeito de jogar gasolina e atear fogo ao corpo da mulher, de 39, em Rio Verde, região sudoeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, ele confessou o crime aos policiais militares quando foi detido e alegou que agiu por ciúmes porque suspeitava que estava sendo traído.

Já no depoimento formal, ele permaneceu em silêncio. Conforme a polícia, o suspeito não apresentou advogado até as 10h30 desta quarta-feira (6).

O crime aconteceu na noite do último domingo (3). De acordo com a corporação, após ser atacada, a mulher saiu correndo, foi socorrida por vizinhos e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Depois, ela foi transferida para um hospital em Goiânia.

A delegada Jaqueline Camargo, responsável pelo caso, não soube informar para qual unidade de saúde a mulher foi levada, mas disse ao G1 que a paciente está em coma.

Após o crime, o homem fugiu do local. No entanto, ele foi localizado e preso na segunda-feira (4), um dia depois, quando tentava pegar uma carona em uma rodovia da cidade.

Histórico de brigas
A delegada informou que o casal já tinha um histórico de brigas. No ano passado, a mulher chegou a denunciar o marido por violência doméstica, mas eles acabaram reatando.

"No ano passado, ele a agrediu fisicamente, com golpes de barra de ferro. Na época, ela noticiou os fatos e solicitou medidas protetivas, mas, depois, pediu a revogação e reatou com ele", disse ao G1.
A polícia deve ouvir testemunhas e parentes da vítima nos próximos dias. O homem segue preso até esta quarta-feira e deve responder por tentativa de feminicídio.

(Fonte: G1)