Agressões:

Catadora de recicláveis é agredida com barra de ferro na cabeça.

Uma catadora de materiais recicláveis de 44 anos foi agredida com uma barra de ferro na cabeça na segunda-feira (4), em Rio Verde, no sudoeste do estado. Segundo a Polícia Civil, ela tentava recolher latinhas em um condomínio quando brigou com um funcionário do local. O suspeito, de 20 anos, foi preso e diz que reagiu a uma agressão dela.

A Polícia Civil informou que o investigado não apresentou, até a última atualização desta reportagem, um advogado para defendê-lo. A reportagem não conseguiu contato com o condomínio em que o caso aconteceu.

O delegado Adelson Canedo, que está temporariamente a frente do Grupo de Investigação de Homicídios disse que ainda tenta definir o motivo da briga. "Ela diz que o funcionário da segurança abriu o portão, como de costume, ela pegou os recicláveis e, ao sair, foi agredida. Já o suspeito disse que ela tentou empurrá-lo em uma cisterna e, depois, começou a dar tapas e arranhões, e ele reagiu", explicou.

Pessoas que estavam próximas ao local gritaram para o funcionário e chamaram a polícia. A mulher foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para uma unidade de saúde. Segundo o delegado, ela está internada e, por isto, ainda não foi ouvida formalmente pela Polícia Civil.

Como o nome da catadora de recicláveis não foi divulgado, a reportagem não conseguiu atualizar o estado de saúde dela nesta segunda-feira (4).

O caso foi registrado como tentativa de feminicídio e vai ser investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios da cidade. O suspeito foi levado para o presídio.

(Fonte: G1)