RIO VERDE:

Hospital de Campanha começa a funcionar com 100 leitos dedicados para pessoas com coronavírus


Equipe de atendimento na nova unidade tem 15 médicos, 68 técnicos de enfermagem e 8 enfermeiros. Obra levou 14 dias para ficar pronta.

O Hospital de Campanha de Rio Verde, na região sudoeste do estado, entrou em funcionamento nesta segunda-feira (27), com 100 leitos destinados exclusivamente para pacientes com coronavírus. Para dar entrada novo hospital, o paciente precisa ser encaminhado de outra divisão de saúde, como uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Até o momento, nenhum paciente foi encaminhado para o novo hospital.

As pessoas que receberem a guia de encaminhamento para o hospital de campanha farão o teste de coronavírus dentro da nova unidade. A equipe conta com 15 médicos, 68 técnicos de enfermagem, 8 enfermeiros e uma equipe multidisciplinar.

Depois de encaminhado, o paciente ficará sob observação da equipe médica por 48 horas e se houver melhora no quadro clínico geral, ele pode ser liberado para isolamento em casa, onde continua sendo acompanhado pela Vigilância Epidemiológica.

Se o quadro do paciente piorar, o HCamp pode fazer a transferência para o Hospital Municipal Universitário (HMU)da cidade, que possui aparelhos de alta complexidade, como respiradores eletrônicos. A unidade municipal dispõe de 36 leitos de UTI e 46 de enfermaria.

Obras
A construção demorou cerca de 14 dias entre as fases de montagem e entrega do prédio, com orçamento inicial de R$ 2 milhões, custeados pela prefeitura.

O novo hospital foi construído no setor Nilson Veloso e foi todo baseado no sistema de paredes modulares, que permite um Andamento mais rápido para a obra.

O prefeito da cidade, Paulo do Vale (DEM), disse à época do início da construção que, após a crise, as salas serão reaproveitadas na saúde e na educação, assim como os equipamentos e mobiliário.

FONTE: G1