Em Rio Verde:

Polícia investiga se idoso que desmaiou em rua foi dopado por desconhecido

A Polícia Civil investiga se o aposentado Rubens Lacerda de Freitas, de 62 anos, foi dopado para ter a mochila furtada em Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Imagens de câmeras de segurança mostram que ele caminhava apoiado em um desconhecido da família. Logo depois, ele desmaiou. Nisso, o suspeito pegou a mochila e foi embora.

“A gente está investigando o que levou a pessoa a chegar a ficar inconsciente, se ela passou mal e o autor aproveitou da oportunidade para subtrair os bens, ou se foi o próprio autor que deu alguma coisa para a vítima para que reduzisse a resistência e conseguisse subtrair os bens”, explicou a delegada Taisa Antonello.
O caso aconteceu na última quarta-feira (22). O idoso foi socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento de Rio Verde. Em seguida, transferido para outro hospital da cidade.

A filha de Rubens, que preferiu não se identificar, contou que, quando foi avisada que o pai havia desmaiado, ela até achou que fosse um trote porque ele não possui problemas de saúde.

“No primeiro momento, a gente achou que era um trote porque meu pai é muito saudável. A gente nunca imaginou que ele fosse ser encontrado desmaiado na rua”, lamentou.

Bilhete misterioso
Os exames feitos no idoso ainda não ficaram prontos para comprovar se realmente ele foi dopado. De acordo com a filha de Rubens, chamou a atenção da família o fato de, no bolso do pai dela, ter uma receita de um ”suco indígena”. Na mensagem, aparece um suposto telefone do autor do bilhete. O G1 tentou entrar em contato, mas o número é inexistente. O Hospital Evangélico, onde ele seguia internado, não atendeu às ligações para informar se Rubens segue no hospital até neste sábado nem o quadro de saúde dele.