EM RIO VERDE:

Polícia Civil prende três pessoas, esclarece roubo e apreende notas falsificadas e uma arma de fogo

De acordo informações divulgadas pela Assessoria de Imprensa 8ª DRP, nesta segunda-feira (20) policiais civis do Gepatri- Grupo Especial de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio, prenderam Wigor Silva Moreira de 20 anos e outros dois jovens.  https://www.vivo.planosecombos.com.br/vivo-pacotes-de-internet/

Segundo o delegado Carlos Roberto Batista, através de informações repassadas por algumas vítimas de roubos, os policiais estavam à procura de um veículo corsa branco utilizado em alguns roubos.

Com essas informações os policiais abordaram um veículo com as mesmas características que estava sendo conduzido por Wigor.

Após a abordagem os policiais descobriram que ele teria participado de pelo menos um roubo e acabou confessando o crime. Três vitimas reconheceram o jovem que teria participado de um roubo em um estabelecimento comercial no último fim de semana.

Na casa de Wigor na Vila Amália foram apreendidas seis munições calibre 32.

Após essa prisão os policiais conseguiram localizar a arma que teria sido utilizada em um dos roubos, que estava escondida na residência de Igor Almeida Proto no Jardim Adriana.

Igor Almeida Proto e Wigor Silva Moreira foram autuados, um deles por posse de munição, e o outro por posse ilegal de arma de fogo.

Outro jovem que estava de carona no corsa branco também foi detido e conduzido à delegacia depois que os policiais descobriram que ele possuía algumas cédulas de dinheiro falsificadas.

Segundo o delegado Carlos Roberto Batista a investigação continua a fim de descobrir quem ajudava Wigor Silva Moreira durante os roubos.

“Ainda não tem como afirmar se os outros dois ajudavam ele nos crimes ou se existe outro individuo ainda desconhecido que pode ser o comparsa.”. Concluiu o delegado. (Fonte: Plantão JTI)