GREVE SEGUE:

Mesmo com acordo, caminhoneiros mantêm protestos nas rodovias de Goiás

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que ainda não registra nenhuma desmobilização de pontos de manifestação de caminhoneiros em Goiás, após o anúncio de um acordo com o governo na noite desta quinta-feira (24/5). No restante do país os protestos também continuam.

Em Goiás, caminhoneiros bloqueiam 31 pontos em 14 rodovias. No Distrito Federal, a PRF registra manifestação de caminhoneiros na BR-020, BR-060, BR-070 e BR-080.

No interior de Estado já falta combustível. Um leitor do Jornal Opção de Aragarças, a 381 km de Goiânia, informou que após muitas filas em postos o combustível na cidade e nos municípios vizinhos acabou, inclusive nas do Mato Grosso, Estado que faz divisa com Goiás. O preço ultrapassava os R$ 6,20. Além disso, mercados na região têm sofrido com o desabastecimento.

Acordo

Pelo acordo firmado ontem à noite entre o governo e representantes dos caminhoneiros, a paralisação seria suspensa por 15 dias. Em troca, a Petrobras mantém a redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 30 dias, enquanto o governo costura formas de reduzir os preços. A Petrobras mantém o compromisso de custear esse desconto, estimado em R$ 350 milhões, nos primeiros 15 dias. Os próximos 15 dias serão patrocinados pela União.