Parto de emergência:

Bombeiros que fizeram parto de emergência visitam bebê.

Bombeiros que fizeram o parto de emergência de uma grávida, na casa dela, foram visitar a mamãe e o bebê, em Jataí, região sudoeste de Goiás. A mulher, Ana Carla Bertochi Lima, se preparava para ir à maternidade, mas a bolsa estourou. A corporação foi acionada e como não havia tempo hábil, ela deu à luz o pequeno João Lucas no sofá da sala. Um vídeo mostra os dois o recém-nascido já com a mãe logo após vir ao mundo.

Os militares levaram um carrinho de bombeiros para presentear o garoto, que chegou a ser levado ao hospital logo em seguida, mas já recebeu alta e está em casa.

O parto foi realizado no sábado (28), um dia antes de Ana Carla completar 40 semanas de gestação. Após pedir socorro, ela pensou que haveria tempo de ter o filho no hospital.

"Eu imaginava que eles iam me pegar e levar ao hospital. Mas a situação como já estava não tinha condições. Aí foi no sofá mesmo", afirma.

No entanto, segundo o sargento Lázaro Weides, um dos que atuaram na ocorrência, disse que o procedimento poderia ser prejudicial para os dois.

"Seria arriscado para mãe e para o bebê colocar em uma viatura e transportá-la", explica.

 

Experiência única

O também sargento Elson Teixeira Leite tem 25 anos de corporação, mas ajudou em um parto pela primeira vez. A experiência foi tão marcante, que ele levou o próprio filho para conhecer o bebê.

"Só pensei a vida chegando, surgindo. Foi interessante. Achei que ia ser mais tenso, mas foi muito natural. A mãe estava forte e saudável. Maravilhoso. Só tenho a agradecer", explica.

O parto inesperado também mexeu com a cabeça do pai da criança, Exido Antônio de Macedo. Ele afirma que ficou bastante nervoso durante o procedimento, mas agora não quer ficar um minuto longe do filho.

"Eu naquele momento fiquei muito fadigado, nervoso, ansioso. Foi muito emocionante. A gente quer estar por perto, curtir", afirma.

 

(Fonte: G1)