Independente, mas sem rebeldia

"Vamos aprovar ou rejeitar projetos de acordo com o interesse público", destaca o dep Lissauer Vieira (PSB)

Deputado estadual diz que partido quer sentar à mesa com "todos os partidos, inclusive da oposição" para discutir formação de chapa de governador, vice e senadores, e reconhece "liderança" do tucano José Eliton
 
O deputado estadual Lissauer Vieira afirmou que o PSB assume posição de "independência sem rebeldia" em relação ao governo Marconi e que a pretensão do partido é dialogar com "todos" sobre as eleições de 2018. "Somos independente, por exemplo, na Assembleia Legislativa. Isso é salutar, pois vamos aprovar ou rejeitar matéria de acordo com o interesse público".
 
Em entrevista à rádio 730, Lissauer disse que o PSB tem "bons nome" para disputar vaga ao governo ou ao Senado, em 2018, e citou a senadora Lúcia Vânia, o empresário e ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso e a economista e ex-secretária da Fazenda de Goiás, Ana Carla Abrão Costa.
 
Ele ressaltou que o PSB foi a terceira mais votada em 2016 e que conta com nomes como Vanderlan Cardoso e Lúcia Vânia. "O PSB quer discutir o direito de ter candidato. É o terceiro partido mais votado nas eleições de 2016. O partido tem três deputados estaduais, tem uma senadora respeitada e temos Vanderlan Cardoso, que há disputar o governo do estado duas vezes", crava o deputado estadual.
 
"Estamos abertos às conversações com todos os partidos", enfatizou o deputado do PSB, referindo-se, inclusive, ao PMDB, DEM e PT, partidos que fazem oposição ao governo Marconi. "Somos da base aliada governista, mas nada nos independe de dialogar com todo o especto partidário, seja a situação ou da oposição". E acrescentou: "Queremos ser ouvido na hora de construir a chapa de governador, vice, senadores, deputados federais e estaduais".
 
Lissauer Vieira, que perdeu as eleições para a Prefeitura de Rio Verde, ano passado, sustentou que não há pré-disposição do PSB em romper com a base alidade do governador Marconi Perillo. "Somos independente, defendemos o diálogo com todos, sem posições pré-concebidas".
 
O deputado do PSB diz que o vice-governador José Eliton (PSDB) tem todas as condições de ser candidato a governador, reunindo todos os partidos da base aliada. "Eliton é uma pessoa preparada, experiente, conhece o Estado, vai assumir o governo em abril de 2018 e tem tudo para ser o candidato da base aliada. Basta que venha a dialogar com todos e construir um amplo leque de apoio partidário".
 
RIO VERDE
O deputado pessebista, que disputou as eleições em Rio Verde, ano passado, preferiu não avaliar a gestão do prefeito Paulo do Vale (PMDB). Segundo ele, o prazo é muito curto para uma análise. O parlamentar apenas ressalta que o peemedebista recebeu o município com uma realidade diferente da maioria das prefeituras. Ele aponta que o ex-prefeito, Juraci Martins entregou a gestão equilibrada financeiramente. 
 
 
Matéria veiculada no Jornal Diário da manhã 
Edição: 10.721
Data: 19/02/2017